Período de chuvas aumenta preocupação com os imóveis

//Período de chuvas aumenta preocupação com os imóveis
Com o aumento das chuvas, os problemas nas casas e apartamentos podem começar a aparecer e causar dor de cabeça nos moradores. Infiltração, umidade, mofo, complicações na estrutura são alguns dos mais comuns. Além disso, estar em um ambiente com umidade pode prejudicar a saúde de quem sofre com problemas respiratórios.

Por isso é essencial verificar e se precaver antes do estrago. De acordo com a arquiteta Mally Requião, se a edificação não tiver uma boa drenagem pluvial e a água da chuva atingir torrencialmente as paredes, pode acontecer um acúmulo e qualquer defeito que a área apresentar pode ser uma brecha para a água penetrar, o que, internamente, aparece em forma de infiltração. “Em faces do cômodo que são voltadas para a fachada, normalmente surgem bolhas na parede e estraga a pintura”, comenta a arquiteta.

Para a presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo da Bahia, Gilcinéa Barbosa, além de causar transtornos para quem mora no local, acaba depreciando o imóvel, e na maioria das vezes a questão nem está na estrutura e não é algo tão difícil de resolver. “É preciso buscar um profissional técnico para avaliar e identificar o problema e dar a melhor solução, que pode só refazer a pintura ou criar um percurso alternativo para a água passar”, explica.

Na construção, a impermeabilização é fundamental. A Associação Brasileira de Normas Técnicas tem uma norma de impermeabilização, a NBR 9575, que estabelece exigências e recomendações para que sejam atendidas as condições mínimas de proteção da construção. Existem vários tipos desse material de acordo com as características da área a ser impermeabilizada. Exemplo disso é a tinta impermeabilizante que sela paredes externas e fachadas. “Ela evita infiltrações e passagem de umidade para as paredes, principalmente para dentro das edificações, evitando o mofo, mas não é indicada para lajes e terraços. Para eles deve ser aplicado outro tipo de impermeabilizante”, indica o arquiteto Lucas Barreto.

Em lajes e coberturas os problemas costumam ser maiores, por ser uma parte que tem contato direto com a água da chuva, então a atenção deve ser redobrada nesses casos. “Se não houver um sistema de calhas e drenagem superior, é muito comum ver infiltração em coberturas, porque elas estão recebendo a chuva e desprotegidas por outro apartamento”, diz Mally Requião. É aí que entra a impermeabilização correta.

Construções novas

Fernando Nascimento, gerente da Feles Engenharia, que faz o trabalho de impermeabilização, diz que isso não afeta só as edificações mais antigas, mas ultimamente muitas construções novas estão sofrendo com o problema. “As pessoas querem economizar e na hora de fazer o projeto não querem colocar a impermeabilização porque acham que não é algo essencial”, conta. De acordo com ele, o prejuízo pode ser bem maior do que a economia que foi feita antes.

SOLUÇÕES QUE PODEM EVITAR DOR DE CABEÇA
Ventilação
A dica para evitar o mofo é deixar a casa  aberta, para que haja circulação do ar. Isso é ainda mais importante quando o imóvel não recebe luz incidente do sol.
Móveis
Deixar armários abertos e afastar o móvel da parede são coisas simples que podem evitar problemas. Outra dica é colocar uma proteção de isopor atrás do armário, quando a parede for de fachada ou revesti-la com porcelanato.
Varandas
Para áreas que recebem diretamente a chuva, uma solução é fechá-las com vidro e colocar ralo e piso com inclinação correta.

Piso manchado

A depender da extensão, podem ser usados produtos específicos ou uma solução de vinagre, bicarbonato de sódio e água.Fonte: atarde.uol.com.br

By |2018-04-18T18:07:54+00:00abril 18th, 2018|Notícias|Comentários desativados em Período de chuvas aumenta preocupação com os imóveis

About the Author: