Sabe aquela furadeira que você tem em casa? Quantas vezes você já precisou utilizá-la? Poucas, não é mesmo? Mas isso não acontece só com você. Provavelmente, você tem um vizinho que utilizou algum objeto pouquíssimas vezes. Então fica a pergunta: e se você emprestasse a furadeira para este vizinho em troca deste objeto? Este é o conceito do Consumo Colaborativo, em que existe a troca, compra ou empréstimo de objetos usados, evitando a compra de um novo. Desta forma, o objeto é utilizado mais vezes, conservando a energia e a matéria-prima que seriam usadas na fabricação de um novo produto. Atitude mais que sustentável!

O conceito ganhou força em 2008, nos EUA, quando o país enfrentava uma grande crise econômica. A ideia era simples: por que comprar um produto novo se o mesmo seria utilizado apenas uma vez? E mais: por que deixar determinados objetos em desuso se tantas pessoas poderiam utilizá-lo? Então, fica a sugestão: que tal tentar inserir esta prática sustentável em seu condomínio?

O condomínio é um excelente lugar para propor este tipo de iniciativa! Você pode compartilhar com seus vizinhos aqueles objetos que você quase nunca usa e, em troca, pegar emprestado aquele outro que você precisa naquele momento. Esta troca pode ser combinada diretamente entre os vizinhos ou o condomínio pode criar um espaço especialmente para isto, assim cada morador contribui com algum objeto.

Cada condomínio pode desenvolver sua própria forma de controle, que pode ser através de planilhas online ou a velha combinação papel e caneta. Caso o objeto seja danificado, a sugestão é criar um caixinha, com a contribuição de todos os participantes, para a reposição desses objetos.

Pense na possibilidade de inserir o consumo colaborativo em seu condomínio!Converse com seus vizinhos e veja o que eles acham da ideia! Muitas vezes não é preciso possuir um bem para usufruir dos benefícios que ele pode trazer. Pense nisso e compartilhe esta ideia com seus familiares e amigos! Quem sabe, daqui a algum tempo, vocês poderão compartilhar com a gente histórias bem bacanas de como o consumo colaborativo melhorou o dia a dia de vocês e a relação com seus vizinhos?

Fonte: Ministério do Meio Ambiente