Jardins não deixam apenas o condomínio bonito, como também os valorizam e tornam
o dia a dia dos moradores mais agradável. Perante tantos benefícios, não dá para
criar um espaço deste tipo de qualquer jeito, sem cuidados básicos ou contar com
a assessoria de uma empresa especializada. A Seu Condomínio(software para
condomínio) preparou algumas dicas para que a sua grama, e o restante do jardim
do seu prédio, estejam sempre mais verdes que a do seu vizinho.

-Além de corte de grama, poda de plantas e rega, um jardim necessita de muitos
cuidados a mais. Até mesmo para realizar algumas destas tarefas básicas e
preciso conhecer as características de cada planta. Por isto, é de suma
importância fazer a contratação de uma empresa de jardinagem, para que a mesma
possa realizar manutenções eficientes no jardim sempre que necessário.

– Se o Síndico do condomínio ainda não possui um jardim, não dá para ir à uma
floricultura e comprar quaisquer flores e plantas apenas são bonitas. A
contratação de um paisagista é essencial para que ele possa indicar quais
espécies se adequarão melhor de acordo com o tamanho do da área, a luz no local
e o orçamento disponível.

– Evitar as pragas no jardim também é essencial. Uma das pragas mais conhecidas
são os pulgões, que sugam a seiva das plantas ao se alojarem nas folhas e
caules. Para acabar com estes minúsculos bichinhos amarelos é possível utilizar
algodões embebidos em água e álcool. Mas só se houver pouca quantidade deles nas
plantas. Se as folhas estiverem infestadas, somente produtos químicos aplicados
por especialistas conseguem dar um jeito.

– A manutenção do jardim deve ser feita somente por profissionais capacitados
(Jardineiros), embora funcionários do condomínio e moradores também podem
contribuir recolhendo galhos secos e folhas, não arrancando as flores nem
pisando na grama e não jogar lixo nas plantas.

Fonte: SeuCondominio