Que tal integrar o envio de informações para o INSS, Receita Federal e Ministério do Trabalho em uma única plataforma? Essa integração é a ideia por trás do eSocial – Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais Previdenciárias e Trabalhistas – um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações online pelo empregador em relação aos seus empregados.

O projeto é ambicioso, uma vez que depois de implantado irá facilitar bastante a troca de informações entre empregador e órgãos do governo. Mas até lá o caminho será longo. O previsto é que o eSocial seja obrigatório para condomínios e administradoras apenas em 2015.

“O previsto é que após a versão final do manual do eSocial as empresas terão ainda seis meses para se adequarem ao que for pedido”, afirma Washington Rodrigues, assessor da administradora Apsa, que ressalta porém a importância de já começarem a mudar a cultura dentro dos condomínios.

Como será

O esperado é que o governo, em breve lance um manual com as regras de como será o envio das informações. Até lá, os interessados em saber como o eSocial opera podem entrar no site do programa.

Para funcionários de empresas, o eSocial irá agregar informações referentes à Caixa Econômica Federal, à Receita Federal e ao Ministério do Trabalho.

As informações enviadas via eSocial serão as já informadas ao governo, como:

Admissão e demissão de funcionários
Horas extras
Férias
Acidentes de trabalho
Declaração de Imposto de renda retido da fonte
Informações de Seguridade Social