Analise dos mitos das desvantagens de contratar um síndico profissional

Aumenta o interesse na contratação dos síndicos profissionais em todo Brasil. Cada vez mais fica naturalizado as vantagens dos condomínios contarem com uma gestão qualificada e profissional.Previsto deste o código civil de 2003 e fortalecido com a criação dos condomínios clubes, falar hoje em profissionalização de síndico já não é mais uma novidade e sim, uma necessidade.

Síndico profissional não é somente aquele que tem 10 a 15 condomínios sob sua gestão. Síndico Profissional é aquele qualificado, com cursos específicos da área, com certificação e registro na Confederação Nacional dos Síndicos – CONASI e aquele sempre em busca de conhecimento. Pode sim, atuar apenas em 1 condomínio, se assim, desejar. Mas, o ideal é mesmo fazer disso sua carreira, devido ao retorno e aos benefícios que os condomínios tem com sua contratação.

Para Mauricio Fernandes, Síndico Profissional do Condomínio Spazio Chardonnay (344 unidades), o maior desafio é facilitar a compreensão dos condôminos que síndico é uma função de extrema responsabilidade. É necessário muito preparo e estudo para exercer a função com excelência.

O gestor de empresa de serviços para condomínios, Antonio Carlos de Souza, morador na cidade de Maringá, o qual também fez a formação de síndico profissional para exercer melhor sua função de vendas de serviços para condomínios, alega que o grande desafio é que o síndico profissional consiga comprovar e mostrar aos condôminos que ele trabalha com metas e que possa demonstrar os resultados de suas ações. Sim, metas! Síndico profissional trabalha com metas de melhoria.

O síndico profissional trabalha pela valorização de um imóvel, faz uma auditoria completa para saber se o valor da taxa condominial está justa e se pode ser reduzida.

Ele tem pleno conhecimento de como negociar com fornecedores de maneira ética, eficiente e buscando sempre preços competitivos alinhados a qualidade em serviços e produtos para condomínio.

Vantagens de contratar um síndico profissional

* Esta é sua profissão.

Ele atua sempre buscando o melhor. Desenvolver uma boa gestão para ele é a certeza de colocar em prática sua proposta de trabalho: a valorização do imóvel.

Condomínios com gestão de síndico profissional tem melhor valor de mercado. É a certeza que tem alguém de olho se não há riscos de processos trabalhistas, se há fundos de reserva para tudo que o condomínio precisa e muitas outras ações que somente com estudo e responsabilidade pode ser colocado em prática.

Quando um síndico profissional desenvolve um trabalho diferenciado e qualificado num condomínio, ele agrega valor ao seu curriculum, chama a atenção de condomínos, que é claro que irão indicá-los para os parentes e vizinhos de prédio. Destaca-se por uma gestão eficiente perante construtoras e administradoras.

Ótimo. Sabemos de todas as vantagens de contratar um síndico profissional. Mas, para quem ainda não conhece esta função existe sim muitas dúvidas.

MITO – QUANDO OCORRER UMA EMERGÊNCIA O SÍNDICO PROFISSIONAL NÃO ESTARÁ NO CONDOMÍNIO E NÃO IRÁ RESOLVER.

O que é o ideal?

Um profissional que detém o conhecimento e o guarda para si. Que só ele pode resolver uma questão. Ou alguém que sabe prevenir e reduzir riscos? Com base na administração moderna, tem valor aquele que compartilha o conhecimento.

E mais que sabe treinar equipes, moradores e todos os que fazem parte de um condomínio sobre como agir em situações extremas.

Afinal, um síndico morador muitas vezes não recebe nada de remuneração e precisa trabalhar fora. É muito raro que consiga ficar 24h dentro do condomínio de plantão para atender a tal emergência.

Um síndico qualificado prepara condôminos e funcionários para agirem em uma situação de emergência.

Ex. Um apartamento com princípio de incêndio!!!

E agora?

Condomínio de Porto Alegre e Síndico Morador está de férias em Miami.

E o incêndio? Vamos esperar o síndico voltar de Miami?

É preciso ligar para o corpo de bombeiros de imediato.

Não esperar que o síndico apague o fogo ou efetue a ligação.

Situação real:

Há dois meses uma senhora entrou em contato com nosso jornal e solicitou curriculum de síndicos profissionais para contratar para seu condomínio de 32 unidades em Osasco/SP.

Ela realizou a assembleia e levou os curriculuns. Todos os moradores gostaram da ideia e do valor apresentado. Porém, foi levantado uma situação que impediu a contratação.

Assim relatou para o jornal após questionarmos sobre a escolha do síndico profissional:

“Não foi aprovado a contratação. Pois, tivemos uma situação recentemente onde um ladrão/assaltante invadiu a garagem do condomínio para roubar um carro. O nosso síndico atual foi até a garagem e lutou com o ladrão. Bateu nele e impediu o assalto”.

Diante do relato dela, ficamos atônitos com o conceito de “síndico” para muitas pessoas.

Em primeiro lugar: Este síndico se colocou em risco de morte!

E em segundo lugar: Por mais que fosse obrigação dos síndicos impedirem assaltos a condomínios, qual é a garantia que um síndico morador estará 24h no condomínio atendo na guarita impedindo entrada de bandidos?

Ela declarou um segundo motivo, pelo qual ficou definido realmente continuarem com o mesmo síndico. Houve uma pessoa que ficou presa no elevador. E foi o síndico que a retirou de imediato.

Duas situações a se analisar: Impedir um assalto não é tarefa nada fácil. Mas, existe alguns fatores que devem ser levados em conta.Após a entrada do ladrão, e até mesmo antes disso. Quais foram as medidas tomadas sob a avaliação dos processos de segurança deste condomínio?

Existe um laudo das falhas de segurança? Existe câmeras de segurança? Como é a portaria?

Quais foram os motivos que levaram às esta falhas de segurança que facilitou a entrada do ladrão.

E com relação a situação da pessoa presa no elevador. Quais são as orientações práticas que os moradores e funcionários tem da empresa de elevador e do síndico, sob que atitudes tomar nesta situação?

Cabe sempre lembrar que o síndico profissional não é aquele que administra 10 condomínios, somente. E sim, aquele que tem curso de formação e registro específico e que está atendo aos passos da regulamentação da profissão. Valorize a profissão de síndico. Profissionalize-se.

Fonte: jornalfolhacondominios.com.br