Saiba quando é o momento de substituir um parceiro do condomínio

Condomínios: como saber a hora de trocar os prestadores de serviços?

Quando a portaria e a limpeza são ineficientes, os moradores ou usuários correm riscos de segurança e saúde!

Condôminos de condomínios comerciais ou residências devem estar sempre alertas quanto ao serviço prestado pelos profissionais de portaria. Se as regras para adentrar não estão sendo seguidas, é necessário ficar atento, pois a segurança depende da filtragem dos portões ou portaria. Afinal, do que adianta pagar uma tacha altíssima de condomínio, se nem mesmo a sua propriedade estará segura?

Os erros mais comuns dos porteiros costumam ser: não pedir os documentos dos visitantes; não esperar a liberação via telefone para entradas; não averiguar corretamente as placas dos carros e se é mesmo um condômino ao volante; deixar entrar facilmente prestadores de serviços não cadastrados; liberar a entrada de portadores sem a devida autorização, e não observar cuidadosamente as câmeras de segurança.

Por causa de falhas como estas, é frequente no noticiário as manchetes de invasões, assaltos e arrastões a condomínios. Recentemente houve um caso onde os assaltantes entraram disfarçados de policiais federais, simplesmente porque não foi pedida a identificação dos “falsos policiais” e, em outra situação, dois meninos pularam o muro do condomínio e saíram com o carro de um morador, sem serem barrados na saída.

Outro fator que merece a atenção do condômino é a limpeza, pois dela depende o bem-estar de quem trabalha ou mora em condomínio. Com a falta de higienização adequada aumenta a probabilidade de contaminação de algumas doenças, como os vírus da gripe ou alergias respiratórias ocasionadas por poeira.

Para evitar, é necessário muito cuidado com corrimões, botões de elevadores e maçanetas das portas dos condomínios, entre outras coisas, por causa da grande circulação de pessoas em todas as áreas úteis e comuns aos frequentadores, usuários e moradores.

A limpeza bem executada é fundamental em todos os lugares. Ter um ambiente sempre limpo e bem cuidado mantém uma boa aparência, como também afasta insetos e também evita o perigoso Aedys aegypti – que transmite além da Dengue, a febre Chikungunya e o vírus Zika – e não tem época restrita para se proliferar, já que nosso país é tropical.

Entre as recomendações está recolher o lixo no mínimo uma vez por dia, lavar cestos e latas de lixo sempre que possível e eliminar locais propícios ao acúmulo de água parada. Medidas como essas afastam o mau cheiro e evitam que ratos e insetos se proliferem nas áreas condominiais. É recomendada ainda a limpeza de áreas de lazer, como salões de festas, parquinhos e playgrounds.

Por isso, se a prestadora de serviço não está cumprindo bem as suas tarefas o melhor mesmo é trocar! Para a contratação de uma nova empresa terceirizada de limpeza, zeladoria e portaria é uma prerrogativa do síndico, desde que o valor de contrato não ultrapasse a previsão orçamentária já aprovada.

Porém em condomínios é sempre aconselhável uma decisão ser tomada em assembleia. Decisões tomadas em reunião, se não contraria nenhuma lei ou a convenção do condomínio, dificilmente poderão ser revogadas. Porém, se a decisão é urgente, as providências são tomadas, e só depois se ratifica o que foi decidido e gasto, com uma assembleia.

Mas antes de contratar uma nova empresa é necessário pesqusar sobre as ações desenvolvidas por ela e seu histórico em prestação de serviço. Companhias confiáveis possuem funcionários treinados especificamente para cada área de atuação, seja zeladoria, limpeza ou portaria.

Esses profissionais recebem um treinamento com instruções teóricas e práticas sobre atendimento a clientes, postura profissional, cronograma das atividades diárias e programadas, tipos de produtos ou equipamentos e suas finalidades e, principalmente, conhecem técnicas de segurança e como higienizar ambientes.

E para garantir o bom resultado, esses profissionais possuem encarregados que fiscalizam se o trabalho está sendo desenvolvido de acordo com as instruções.

(*) Amilton Saraiva, especialista em condomínios da GS Terceirização.

Fonte: http://jornaldiadia.com.br/