Quem cuida da casa sabe que não há nada mais frustrante do que ver parte do seu lar sendo tomada pelo mofo. Além da aparência desagradável, ele pode ser altamente prejudicial à saúde de toda a família. Mas Simone, como me livrar dele?

Por Simone Serrano*

Antes de nos aprofundarmos no assunto, vamos entender rapidamente o que é e de onde vem um dos maiores inimigos do sistema respiratório: o mofo é um tipo de fungo que surge em áreas mais úmidas e quentes, com baixa circulação de ar, como o banheiro ou porão. Mas além da condição do ambiente, outro causador do mofo é o vazamento de encanamento interno ou externo, que gera umidade nas paredes.

Por mais assustador que pareça, os métodos para eliminação do mofo são práticos, rápidos e, na maioria das vezes, supereconômicos. Para ajudar nesse problema, preparei algumas dicas imbatíveis que se tornarão aliadas no combate ao fungo. Confira:

1- Nos banheiros Por conta do vapor do chuveiro, o banheiro é um local de grande concentração de umidade, o que aumenta ainda mais as chances do surgimento do mofo. Se o fungo se encontra no azulejo ou teto do banheiro, o ideal é passar um limão cortado ao meio nas áreas afetadas, enxaguando com água. Também vale fazer uma mistura de 200ml de água sanitária com cloro para 4 litros de água, aplicando nas áreas mofadas com o auxílio de uma escova, esponja ou pano, dependendo da superfície. O ideal é manter portas e janelas sempre abertas para dispersar a umidade e vapor.

2- Armários e móveis embutidos Evite colocar armários ou móveis embutidos em paredes que possuem ambientes molhados do outro lado. Colocar placas de isopor entre o armário e a parede ajuda a evitar o contato direto do móvel com a área úmida, reduzindo as chances de surgimento do mofo.

3- Nas Paredes Se a parede de algum cômodo deu indícios de mofo, é preciso antes de corrigir, identificar o problema para evitar o desperdício de tempo e material. Com o problema encontrado, a limpeza pode ser feita com uma mistura de água com vinagre branco ou com água sanitária (em partes iguais), também com o auxílio de escova ou esponja para retirar as marcas. Outra dica é na hora da reforma. Se for pintar a parede depois da remoção, aplique um preparador e utilize, preferencialmente, tintas impermeáveis para evitar o reaparecimento do mofo.

Fonte: ImovelWeb